Com licença. Posso entrar?


Oi, humanos!

Essa sou eu aprendendo a fazer cara de "cachorrinho pidão".

Sou a Deka Pimenta, sou alérgica a gatos, tenho um metro e meio de altura e eu conto histórias. Muito prazer.

A partir de hoje, virei aqui para contar a vocês histórias de dentro e fora da ong Adote Já. De vez em quando, também vou contar algumas estórias que não aconteceram de verdade, mas que trazem em suas linhas os sentimentos que nós – os que amam os animais – conhecemos tão bem.

Aproveitando o clima de apresentação, hoje eu vou falar sobre o dia em que eu conheci o lugar que tem a maior concentração de “óun, ti fofo!” por metro quadrado, do universo: a feira de adoção da ong.

Quando o voluntário Ricardo me convidou pela primeira vez a fazer uma visita, era maio deste ano e eu tava mais ocupada que cafeteira de firma. Isso explica o toró que caiu no último sábado, 06 de novembro, quando finalmente pude ir lá.

"Hum.. Acho que hoje vou lá na ong..." CABRUMM

Chegamos quando os guardadores provisórios (pessoas legais que abrigam os animais resgatados até que eles sejam adotados) estavam chegando com seus protegidos e os voluntários da ong trabalhando arduamente para ajeitar os mais de sessenta filhotinhos – e adultos – para adoção nas grades.

Então saquei minha câmera fotográfica, meu caderninho de notas e saí clicando tudo o que se mexia e enchendo todo mundo de perguntas. Concordo que o resultado não foi muito bom, mas a culpa é da câmera. Eu aceito doações de uma câmera decente, viu? (Brincadeiraaaa!)

Mas foi fora das lentes da câmera e sem azucrinar os voluntários, que eu achei a resposta. Eu estava lá pra aprender a cada lambida, que a mais carente ali era eu. E que a coisa mais legal do mundo é ver um gatinho atacado, se divertindo mais que a vida com uma fita pendurada, um papel engraçado ou com o rabo do coleguinha.
Nós é que complicamos demais as coisas.

"Me adota?"

Então de novidade por hoje, eu tenho as fotos da feirinha que vocês podem conferir clicando aqui, meu outro blog pra me conhecerem melhor e em breve eu volto com mais histórias pra vocês. Logo logo teremos algumas mudanças e espero que todo mundo goste.

E se vocês tiverem alguma história com o seu bichinho pra nos contar, deixe um comentário abaixo e a gente compartilha aqui no blog, tá bom?

9 Respostas so far »

  1. 1

    Pri Alves said,

    Aê Deka !!!

    PS: fotos do texto não estão aparecendo… bj

  2. 2

    Cleber B. said,

    Ao ler essa matéria lembrei de um cachorro que tive, ele era muito legal, seu nome éra Toby, conforme ele ia crescendo, maior era su bagunça. Um dia ele acabou com o jardim da minha mãe. No dia seguinte cheguei da escola e nõ encontrei meu amigão. Minha mãe hvia doado ele à um senhor que morava em uma chácara. Ela alegou que nosso quintal era pequeno para o Toby e que ele viveria melhor numa chácara, afinal tem mais espaço. Fiquei triste, mas tudo bem. O importante é que o Toby viveu bastante e fez a alegria de outras crianças.

  3. 3

    Adote Já said,

    Valeu, querida!

    Tá aparecendo agora?

  4. 4

    Pri Alves said,

    Sim… 😉

  5. 5

    Sempre legal descobrir mais lugares que cuidam dos animais.
    Na minha casa os bichos são como membros da família, da cachorrinha ao hamster, então não consigo entender como há gente capaz de abandonar esses companheiros.
    Sucesso ao Adote Já e que todos consigam um lar!

  6. 6

    A pequenina Deka e os pequeninos filhotes. É overdose de fofura em um post só. Acho que você vai se dar muito bem agilizando as mídias socais da ong. Boa sorte. Se morasse em sampa com certeza procuraria vocês para ajudar.

  7. 7

    tati blue said,

    Legal seu blog, virei mais vezes.
    Eu tenho 3 histórias longas de adoção.
    Tenho 3 lindas em casa.
    1 que foi abandonada numa gaiola e estava entupida de pulgas e carrapatos.
    1 que foi abandonada na frente de um petshop dentro de uma caixa de sapato.
    e 1 que foi jogada no lixo numa praça da cidade.
    Duas tem 6 anos com a gente e a outra 4.
    Meus xodós!

  8. 8

    Adote Já said,

    Bem vinda Deka… estávamos mesmo precisando de uma força aqui no blog… Um abço, Fernanda – Voluntária

  9. 9

    Alessandra said,

    Um amigo inseparável…

    Olá pessoal, estou aqui por um simples motivo: Arranjar um lar para um cachorrinho que precisa muito de ajuda. história dele é a seguinte: Apareceu na rua de casa, muito filhote ainda, com o passar do tempo vimos que ele estava com sarna. Levamos ao veterinário e constatou-se a Sarna Negra. Esta sarna não tem cura, apenas pode-se utilizar medicações para amenizá-la, é o que faço todos os dias. Não cheira ruim, não é transmissível e nem coça, somente influi na estética. Bolamos um esquema de casinha p/ ele, porém, dorme na rua, em frente de casa, pois eu tenho 2 cães de porte grande, que judiariam dele, pois ele é pequeno, pesa no máximo uns 4 kilos. Por mim, queria ele sempre ali…viro a esquina de casa e ele já vem pulando todo feliz, mais tenho medo de que atropelem ele, ou alguém faça alguma maldade, por exemplo, já arrancaram dele uma roupinha q coloquei por causa do frio, levaram a casinha dele pq era bonitinha, é um problema. Qdo estou em casa até deixo ele entrar, mais deixo os meus separados dele….Vou sentir saudades..mais gostaria muito que alguém que tenha muito carinho e atenção pra dar, que compartilhasse com ele…a gente chama ele carinhosamente de SARNEY!!!!!! e já aprendeu o nome!!!!!! Obrigada!!!


Comment RSS · TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: