Nossa amada Vidinha


Oi pessoal tudo bem? Muitos já conhecem a Marcelinha, uma cadelinha que é paraplégica e que está já a alguns meses conosco na ONG. Semana passada recebemos a Vidinha. Ela é coisa mais fofa, educada, boazinha… um doce. Ela não anda, ou melhor, não anda sozinha porque com sua super-cadeirinha de rodas ela vai pra todo lugar. A Vidinha está temporariamente na casa de uma voluntária da ONG, e assim como a Marcelinha, aguarda por adoção. Animais especiais precisam de donos especiais.

Para adotar a Vidinha, a pessoa deve ter um quintal de piso liso para que ela não se machuque. Ela pode ser colocada na cadeirinha pelo menos umas 2 horas por dia, alternando para que não canse muito. Mas olha, não é trabalho não viu? Ela é muito boazinha e mesmo com suas perninhas deficientes, é uma cadelinha super-saudável.

Este slideshow necessita de JavaScript.

por: Fernanda – Voluntária

2 Respostas so far »

  1. 1

    JULIANA OLIVEIRA said,

    GENTE OLHA QUE CACHORRA LINDINHA .. NUSSA NUNCA TINHA VISTO ..UMA JUDIAÇÃO POIS SEI DE MUITO BIXINHOS QUE TEM ESSE PROBLEMA.. MAIS QUE DEUS ABENÇOE POR TODO TRABALHO FEITO COM ELA ..! PARABENS!

  2. 2

    JULIANA OLIVEIRA(JUH) said,

    Todo mundo consegue fazer a diferença como um protetor dos animais, mas a dúvida é: COMO? Existe fórmula para criar um diferencial? Algumas posturas, que podem e devem ser adotadas em seu dia-a-dia tornarão suas atitudes produtivas, demonstrando grande competência.

    A vontade de ajudar, nos impulsiona a levantar e ir a luta, não esperando apenas que as oportunidades cheguem até nós. Nos permite tomar iniciativas criativas e sensatas. Grandes mentes não esperam oportunidades, as fazem acontecer.

    Precisamos aprender a fugir do comum, do convencional, chamando a atenção para novas idéias. O verdadeiro protetor é capaz de compreender que a responsabilidade social é algo que precisa ser despertado, de maneira totalmente independente da caridade. Com uma boa idéia, consegue-se fortalecer princípios e agregar valores, criando uma nova mentalidade. O dinheiro, por maior que seja a quantia, só poderá amenizar o problema de alguns animais, dando a falsa impressão, que através de doações é que encontraremos a solução dos graves problemas que afligem os animais.

    Precisamos promover o animal na sociedade, tranformá-lo num ser que merece muito mais que esmolas, merece ser respeitado e protegido pelas leis. O fundamental é doar ações, não permitir que hajam maltratos, abandonos e exploração dos animais por circos, rodeios, touradas, etc… Sempre que você se deparar com isto, tome uma atitude, denuncie! Incentive a posse responsável, a castração e saiba como cobrar das autoridades o cumprimento das leis. Estimule a busca de uma solução efetiva, para que seja combatida a causa do problema, não dando espaço para que as consequências se tornem incontroláveis.

    Precisamos aprender a transmitir paixão pelo que fazemos. Os colaboradores da causa devem estar felizes com sua escolha pelos animais, tendo energia positiva para dispender no trabalho e o fazê-lo de maneira otimista, jamais semeando discórdia.

    Pessoas de baixo astral, desanimadas, agressivas e desacreditadas não conseguirão desenvolver o potencial necessário para valorizar os animais na sociedade. a causa animal , os incompetentes serão sempre um grande impecilho para que possamos atingir nosso objetivo maior: o bem estar.

    Devemos estabelecer um objetivo real e prático. Demonstrando clareza e segurança no que se busca e onde se quer chegar. É preciso saber ampliar sua gama de atuação, sem fugir da meta. Muitas pessoas poderão ajudá-lo a caminhar para chegar lá, mas não podem decidir qual caminho tomar por você. Por isto, cuidado para não se deixar influenciar pelos falsos protetores.

    Ter um plano de ação para atingir sua meta é muito importante. Sonhar é ótimo, mas o sonho precisa tornar-se realidade. Não podemos ter um projeto que vise sómente alimentar a esperança, temos que ser construtivos. Criarmos campanhas que sejam sustentáveis, jamais imediatistas.

    Acredite sempre em você! Descubra quais são suas qualidades, onde você se destaca, o que faz bem, uais são seus pontos fortes e onde poderá melhorar. Focalize a resolução dos problemas dos animais e não perca muito tempo, com os que, infelizmente não tem competência para se manter ao seu lado.

    Lembre-se sempre do ditado de Marion Lawense, que diz: “Quem semeia um pensamento, colhe um ato; quem semeia um ato, colhe um hábito; quem semeia um hábito, colhe um caráter; quem semeia um caráter, colhe um destino.”
    >>>>Juliana (juh) <<<<


Comment RSS · TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: