ONG Adote Já fará reunião sobre Câmara Técnica com protetores independentes


A Organização Não-Governamental (ONG) Adote Já está convocando protetores independentes de Mogi das Cruzes para uma reunião extraordinária na próxima segunda-feira, dia 14 de fevereiro. O encontro será na sala de reuniões Sérgio Nogueira, na Câmara Municipal, a partir das 19h30. Os vereadores Jean Lopes (PCdoB), Jolindo Rennó Costa (PSDB) e Chico Bezerra (PSB) também foram convidados a participar da reunião.

O objetivo é discutir a participação de protetores na Câmara Técnica de Proteção e Bem-Estar Animal, que visa melhorar a qualidade de vida dos animais abandonados ou vítimas de maus-tratos, promover a conscientização sobre a posse responsável e o incentivo à adoção, entre outras ações. A Câmara será composta por representantes de diferentes setores da Administração Municipal e da sociedade civil, dentre eles ONGs e protetores independentes.

Além disso, a ONG Adote Já pretende aproveitar a reunião para elaborar um cadastro das protetoras independentes que atuam no município. De acordo com a presidente da instituição, Karina Pirillo, as informações serão necessárias para a realização da campanha de castração gratuita que a ONG quer realizar até o fim de março. “A nossa intenção é castrar, aproximadamente, 120 animais, priorizando os cães e gatos abrigados por esses protetores, para que depois os possamos encaminhar para adoção”, explica.

Mais informações pelo telefone 4796-2102.

 

Ana – Voluntária

6 Respostas so far »

  1. 1

    Fernanda said,

    Vejam a matéria q li no face book do Projeto Cat Town Sekhmet Design. Estou repassando, pq eu mesma ñ sabia.

    Projeto Cat Town Sekhmet Design – adoção de gatos Ressarcimento de gastos decorrentes do tratamento de animais resgatados é direito do protetor

    Repasso o artigo a seguir, que acredito ser de utilidade pública e muito importante para o conhecimento dos protetores de animais:

    Considerando a Constituição Federal, Art, 225, § 1º, inciso VII, Lei Ordinária Federal nº 9.605,… 12 de fevereiro de 1998, Artigos 32 e 79, Lei Ordinária Federal nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002, Artigo 186, Código Penal que deve ser aplicado subsidiariamente, Arts. 4º, 6º, 13, 69 a 71, 135 e 136, os protetores independentes e as associações que atuam em defesa dos animais têm o direito de ressarcimento de todo e qualquer gasto decorrente com tratamento médico – veterinário, medicamentos e outras despesas de transportes, et cetera e tal. Recomendo que se solicite aos médicos-veterinários o recibo de pagamento dos préstimos e dos demais gastos com medicamentos, notas fiscais em farmácias, bem como outras formas de comprovação de que o animal esteve aos seus cuidados (dano material). O dano moral também se faz presente e está representado pelos esforços dos ativistas ao se exporem publicamente buscando doações em espécie monetária da população em geral para ajuda no custo do tratamento médico, além dos transtornos psíquicos e emocionais que decorrem da situação a que sujeitos os animais e os seus tutores, quando é o Estado que tem o dever de propiciar o socorro e arcar com o ônus decorrente.Neste caso, cópias de mensagens eletrônicas enviadas aos grupos de proteção animal terão força probatória.Portanto, é perfeitamente cabível a propositura de ação de cobrança e/ou indenizatória contra o Município, Estado e União Federal, pois, todos os entes da Federação têm o dever de disponibilizar formas que possibilitem o imediato socorro da espécie ameaçada ou em risco (Art. 225, da CF).De se orientar, então, que os ativistas que buscam por socorro no Grupo Em Defesa dos Animais ou nos demais que inscritos para obterem ajuda no custeio dos respectivos tratamentos que, paralelamente, procurem o defensor público da sua cidade ou profissional de sua confiança para mais informações.A ação popular também pode ser proposta pelo próprio ativista ou associação em defesa dos animais para o fim de se determinar que os entes da Federação (Município, Estado e União) viabilizem o imediato atendimento médico-veterinário, bem como disponibilizem formas de amparo do animal em sofrimento e em risco.

    09 de fevereiro de 2011
    Elisabete de Mello
    elisabetedemello@yahoo.com.br

  2. 2

    khrisna ferraz said,

    olá… conhecem alguém que pode ajudar esta pit?

    posso ajudar com o tratamento mas não posso ficar com ela…

    por favor…

  3. 3

    Adote Já said,

    Khrisna, de que pit está falando? Escreva para adoteja.mogi@gmail.com. Obrigada.

  4. 4

    Adote Já said,

    Fernanda, obrigada pela colaboração. Artigos como este são informações importantíssimas que não podemos deixar de compartilhar. O pessoal na ONG gostou muito, vamos publicar no blog ok? Um abço… sua xará, Fernanda – Voluntária

  5. 5

    Larissa said,

    Bom,eu gostaria de saber se para ser voluntaria,tem que ter uma idade especifica ? Por que eu e minha amiga (eu:15anos \ ela:14 anos) estamos muuito interessadas em participar das feiras de sabado .. e como queremos muito ser veterinas, precisamos e queremos de uma certa forma ter ”experiencia” 🙂 e se voces puderem entrar em contato comigo o mais rapido possivel,agradeço !
    Obrigada,Larissa

  6. 6

    adoteja said,

    Olá Larissa… desde que seus pais concordem, claro que podem ser voluntárias… Venha nos conhecer no próximo sábado ok? Esperamos por vocês, uma abraço, Fernanda


Comment RSS · TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: