Ainda bem que existem os protetores


Ser protetor não é fácil. O coração aperta cada vez que vemos um animal abandonado e não podemos ajudar. É triste, a gente sofre vendo tanta maldade com animais. São tantos abandonos, eu não sei se passa pela cabeça do infeliz que joga na rua que vai passar alguém “bonzinho” e levar pra casa pra cuidar… E saber que tantos morrem de frio, de fome, de tristeza… E se for bebê então? Aí que é mais difícil, eles não sabem se defender…

Mas sabe, apesar de toda dificuldade que passamos, eu prefiro ser a pessoa do bem. Que cuida, protege, arruma um lar… Graças a Deus não sou do outro tipo, mesquinho, que maltrata e joga fora. é tão gratificante olhar nos olhinhos de um cão ou um gato e sentir o amor e gratidão do seu coraçãozinho. Quem faz mal a um ser inocente faz mal a si mesmo, depois tá na pior não sabe porque né?

Vale lembrar que, nós protetores, somos pessoas comuns, que trabalha oito horas por dia, cinco dias por semana, acorda cedo, e se desdobra e dá um duro para proteger essas criaturinhas por nós tão amadas. Não nadamos em dinheiro e não ganhamos dinheiro fazendo isso. Fazemos por amor, fazemos pelos animais não pelo ser repugnante que o abandonou.

Esses bichinhos das fotos abaixo estarão na feirinha deste sábado e enquanto não forem todos doados ficarão aos cuidados dos protetores voluntários da ONG. Foram todos abandonados, veja um pouquinho de cada história e divulgue a adoção.

As primeiras fotos são da a Grisa e a Lisa (bebezinha dela). Lisa já está com 51 dias…já foi vermifugada e será vacinada neste sábado… Grisa já está castrada e vacinada, ambas porte grande.

Grisa foi abandonada e vagava pelas ruas do Socorro com uma barriga enorme. A protetora Cris com ajuda de voluntárias da ONG a recolheu e mandamos para um hotelzinho pois não tinhamos vaga na ONG então rachamos as despesas. Nasceram 7 filhotes mas a desajeitada da mamãe deitou em cima deles aos nascerem e só sobrou a Lisa. Umas graças né?

 

 

 

 

A segunda história é da Belinha, uma vira-lata super amorosa que deus cria na rua em César de Souza  foi acolhida pelas protetoras Rosana e Fátima que cuidaram dela e de seus bebês com muito amor e sabem aonde? Dentro de um apartamento. Isso mesmo, quando se quer fazer alguma coisa não há empecilios, tanta gente com casa de quintal grande que diz que gosta de cachorro e não ajuda né? Quando os cachorrinhos cresceram a protetora Priscilla levou a Bela e seus bebês para a casa dela (aí apartamento não dava mais rsrs). A Pri adotou a Bela e um de seus filhotes e agora precisa doar os bebês. Tem um vídeo super fofo que ela fez com fotinho deles:

 

A Karina Harvey também é protetora e tirou das ruas duas vira-latas que são umas fofas. Sandy 5 anos mistura com cocker e Melissa um ano e meio. Castradas e vacinadas.

 

 

 

 

 

 

Tem também os bebezinhos que eu, Fernanda, acabei acolhendo em casa pois eles estavam num terreno baldio em Botujuru e já correndo para a rua atras da mamãe que não está mais a fim de amamentar. São umas fofuras. Oito  fofuras para ser mais precisa, embora na foto só estejam quatro… Idade aproximada 50 dias e vermifugados.

Quem quiser adotar algum desses animais é só comparecer na ONG (Rua Duarte de Freitas 246) neste sábado das 10:00 às 15:00.

No próximo post vou contar a história dos cães da Vila São Sebastião e da protetora Rafaela que vem se desdobrando para cuidar de 8 adultos e também da protetora Sandra… aguardem!

Um abraço,

Fernanda Moreno

3 Respostas so far »

  1. 1

    Aliete said,

    Oi, seu texto, falou tudo, sabe já me criticaram, por que eu não procuro ajudar os humanos, acham que eu não tenho o que fazer quando pego um animal, tento conseguir um lar para eles, na medida do possível e com ajuda da minha família e alguns amigos, levo esses bichinhos para serem tratados no veterinário, infelizmente existem pessoas mais para criticarem do que para ajudar, porém graças a Deus que existem protetores.
    Não lembro onde li e quem escreveu, mas achei muito lindo “Quem não encontra em si bondade para com os animais,também não tem para com os seres humanos”.
    E segundo Ghandi ” O modo em que tratamos os animais é o melhor indicativo da evolução de um indivíduo ou coletividade. Infelizmente ainda há quem ache que as posses materiais e que são sinônimos de evolução”.
    Portanto, acredito que os animais que de uma forma ou outra entram em nossas vidas são benção de Deus e companheiros de jornada para nossa evolução.

  2. 2

    Juliana Oliveira said,

    Nussa Pura Vdd ,, sei la vio e tão dificil vc andar pelas ruas e ver sabe cada cãozinho que nussa que vontade de levar pra casa e nãio poder!

  3. 3

    adoteja said,

    Aliete, lindas palavras… E não se preocupe, nossa recompensa vem de Deus e da satisfação de conseguir fazer a diferença para essas vidas inocentes. Quem critica tem tempo oscioso pra abrir a boca e falar besteira e não faz nada por ninguém, são pessoas miseráveis de alma e espirito.
    Pensar como a gente, com o coração que temos, é um privilégio de Deus! Obrigada pela visita, volte sempre, Fernanda


Comment RSS · TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: